Google compra Motorola Mobility. E dai? O que isso afeta meu negócio?

Talvez a notícia do ano tenha acabado de sair: Google compra Motorola Mobility (A divisão de celulares da Motorola e suas patentes de desenvolvimento).

Como sempre acontece com movimentos de fusão e aquisição de gigantes econômicos, lemos o noticiário, achamos interessante e depois nos perguntamos: E Dai? O que isso afeta o meu negócio?

Lógico que cada movimento do mercado global, por menor que seja, afeta até a padaria da esquina aqui perto de casa. Talvez nem todos os empresários tenham noção de como a economia global está conectada, e como cada movimento econômico, inclusive a briga mesquinha dos políticos americanos, lembrando nossos próprios governantes locais, afeta cada negócio no planeta.

Somos um único planeta, uma única economia, e  a considerar os últimos movimentos migratórios do primeiro mundo para o Brasil, uma única força de trabalho. Mas eu não estou aqui para falar de macro economia, até porquê a maioria dos meus leitores estão buscando informações e analises sobre marketing digital e redes sociais. Então vamos analisar o que a compra da Motorola Mobility pelo Google significa para o marketing digital e a Internet. E como isso afeta o futuro próximo.

Em primeiro lugar isso significa uma posição mais clara na estratégia do Google em relação ao mercado. Ao comprar a Motorola, mesmo dizendo no seu comunicado ao mercado que “a Motorola será uma operação separada e que o Android continuará a ser um sistema aberto”, o Google passa a operar com o mesmo conceito Microsoft de “Aberto”. A Microsoft sempre usou a ideia de aberto enquanto interessava para os seus negócios, e fechava a porta toda vez que se sentia ameaçada. Fez isso com o Internet Explorer e com o Java. Hoje faz isso com o Windows 7 Mobile, seu software aberto para celulares.

O Google, que lançou o Android como um sistema aberto para os celulares, agora compra uma empresa concorrente de seus antigos parceiros. Imagine empresas como a LG, Samsung e HTC vão reagir! Agora o Google é dono de um de seus concorrentes. A primeira conseqüência deste movimento do Google será o recrudescimento da guerra entre as empresas de celulares, e o que parecia ser a estabilização do mercado entre 3 grandes players: Apple (iOS), Microsoft (WM7) e Google (Android), pode reacender as ideias de criação de sistemas próprios pelos fabricantes, ou a aproximação da Microsoft com a LG e Samsung. Isso complica a vida das empresas que desenvolvem aplicações móveis, e a longo prazo pode retardar a expansão do Android e do Windows 7.

Atualizando: Alguns dias depois de escrever este artigo o Valor Econômico publicou uma matéria dizendo que o Governo Sul-Coreano está iniciando um consórcio para desenvolvimento de um sistema operacional aberto, e convocou a LG e a Samsung para participar deste esforço, que segundo ele visa proteger os fabricantes locais de uma possível concorrência predatória do Google.

Em segundo lugar, o Google continua em sua caminhada rumo a se tornar uma verdadeira Microsoft, incluindo os erros do fabricante do Windows, ou seja, querer ser tudo, fazer tudo, participar de tudo. O Google será uma ferramenta de busca, com negócios nas redes sociais (Orkut, Google+) que possui uma estação de TV Digital (Google TV), que fabrica software e sistemas operacionais (Android, Chrome, Chrome OS), celulares e tudo mais que parecer importante no radar de mercado do Google. Embora pareça um caminho natural, em geral ele leva a empresa a abrir tantas frentes, que ela naturalmente se torna obsoleta. Isso aconteceu com a IBM, a Microsoft, e irá acontecer com o Google. Portanto fique de olho no mercado de buscas, pois podem surgir empresas novas e inovadoras que mudem um mercado (Buscas, SEO e Marketing de Buscas) que parecia ser domínio quase absoluto do Google.

E por último, e deixei o melhor para o final, o Google provou que a Apple está no caminho certo. Esqueça o Android e o Windows 7 e se prepare para uma era de hegemonia da Apple, do iTunes, do iPod, iPhone e iPad. Ao comprar um fabricante de celulares o Google endossa a estratégia da Apple, e mostra que de fato ela está muito a frente do mercado. Em ultima análise, o Google joga a toalha, sai de sua estratégia, e se torna um seguidor da Apple.

Toda vez que uma empresa abandona sua estratégia própria (Android aberto para todos) e começa a seguir a estratégia de seu concorrente (Fabricar o Android + o Celular) ela assume o papel de seguidor, e de segundo colocado.

O mercado da nova era, da web, das redes sociais da Geração Y, é assim: The Winner takes it All. O vencedor leva tudo. Aconteceu com a Amazon, o lider absoluto no varejo online mundial, com o YouTube, lider absoluto no mercado de vídeo online, com o Facebook, lider absoluto nas redes sociais, e agora está se consolidando com a Apple, que está se tornando a lider absoluta no mercado de mobile. A Apple que já havia no ano passado se tornado a empresa de tecnologia com maior valor de mercado, superando a Microsoft, se tornou este mês a empresa com maior valor de mercado do mundo, superando a gigante do petróleo Exxon.

Resumindo. Como isso afeta o seu negócio?

1. Fique de olho, pois o mercado de buscas, e consequentemente a forma como seu site é encontrado na Internet, irá mudar. Talvez não hoje, mas mudará em breve.

2. Tenha cuidado ao apostar em algumas iniciativas do Google. Como o Google+. Foque seus esforços nos lideres que estão focados nos seus próprios negócios, como o Facebook.

3. Se tiver que apostar em algum Tablet, aposte no iPad, os concorrentes estão muito atrás, e o Google irá complicar mais ainda este mercado.

Por fim, aprenda com a história. ou você tem uma estratégia própria e inovadora, ou é um seguidor e aceita a posição de segundo lugar, e suas conseqüências. Se possível escolha a primeira opção.

2 Responses to Google compra Motorola Mobility. E dai? O que isso afeta meu negócio?

  1. David Aguiar on 22/08/2011 at 01:35

    Concordo que criar muitas “frentes de batalha” é abrir a guarda em algum lugar. O Google é uma empresa que ficou conhecida pelo seu sistema de busca simples e poderoso e creio que a busca por estas novas frentes não é por acaso. Da mesma maneira que as empresas de outros seguimentos, como o Facebook nas redes sociais, estão fortes e focadas, o Google é muito superior em seu sistema de busca e ferramentas open source. Ainda não consigo ver o Google perder essa hegemonia pois diferente de muitas histórias conhecidas, os programas e ferramentas são oferecidas de forma gratuita e depois de ganharem credibilidade trazem o lucro através de “sub-aplicações”.

  2. carlos vilela on 20/09/2011 at 18:16

    Parabéns pelo artigo. Demonstra exatamente o panorama atual do mercado mobile e o tiro no pé dado pela google ao comprar a divisão de celulares da Motorola e suas patentes de desenvolvimento.

    HTC e Samsung já estão revendo suas estratégias. A HTC está estudando a compra do sistema operacional desenvolvido pela HP e a Samsung não irá mais abandonar o Bada

Leave a Reply

 look at choosing online resume assuming you may not take care of this by yourself